domingo, 14 de junho de 2009

Pai e Filha?

Ai ai, mais um almoço de domingo... mais um aniversário de papis, e mais uma vez eu percebo porque somos tão diferentes, porque nossa relação é tão...tão.... rarefeita.

Aqueles que me conhecem sabem que eu falo muito pouco nele, na verdade, não falo. Por mais cruel que possa parecer, eu não sinto falta dele, pelo menos hoje, sei que posso me arrepender no futuro, sei que posso parar um dia e pensar: "Idiota, você sabe o tempo que perdeu com seu pai? Você sabe que esse tempo você não irá recuperar?"...Sei, mas o que fazer se não consigo olhar pra ele e falar: "Nossa, meu pai!"?

Vou tentar resumir aqui uma guerra de 25 anos. Eu nasci em 16 de janeiro de 1984 na cidade de São Paulo. Até os 4 anos de idade fui uma criança pequena (ainda sou) e bem magra, eu tinha anemia, uma anemia tão forte que o médico cogitou fazer transfusão de sangue, o que levou minha mãe a loucura... a AIDS era "novidade" e ninguém sabia ao certo como ela infectava.

Cresci num sobrado com 3 quartos, um deles era meu (lógico), mas não lembro nunca de ter dormido nele, a não ser quando eu estava de castigo (e mesmo assim, quando eu via que todos tinham caido no sono, eu pegava meu travesseiro com fronha de borboletas e ia deitar debaixo da cama da minha mãe, no chão mesmo...ou ficava sentada no banheiro até ela me chamar, ela sempre sabia que eu estava lá)... eu sempre dormi na cama da minha mãe com ela e meu irmão, enquanto meu pai dormia no quarto do meu irmão...

O fato é que meus pais se separaram. Fomos morar na casa da minha avó materna (que Deus a tenha) e lá ficamos, ou, aqui estamos até hoje.

Não culpo minha mãe nem de longe pela indiferença do meu pai, na real, minha mãe antes de namorada dele era amiga do meu tio, e foi assim que entrou pra familia e é assim que continua, vamos na casa da minha avó quase que todos os domingos, nunca deixei de ir lá, o que não quer dizer que eu veja meu pai.

Sabe aqueles presentes que toda criança faz pra dar pros pais no dia dos pais? Meu pai nunca guardou nenhum, meu pai não liga, meu pai não vem me ver, nem se eu ficar doente... mas se você abrir o guarda roupas dele, as portas são forradas de desenhos de outras crianças...

Eu vou na casa da minha avó (onde ele mora)...ele sai! Será que sou eu?

Ele só me fez chorar duas vezes, por coisas idiotas, uma delas por causa de um pedaço de bolo (depois ganhei trocentos pedaços de todo mundo que ficou compadecido)...

Ontem foi aniversário dele, eu liguei em todos os telefones, você me atendeu? Nem ele. Pra almoçar com ele hoje eu tive que implorar e dizer que faria a sobremesa, e fiz, fiz mousse de maracujá...

Almoçamos, ele comeu o mousse, fez com a mão o sinal de "mais ou menos", colocou a jaqueta e foi embora, sem nem me dar beijo,mas não sem antes me dizer que eu não tinha levado presente...

É, "ce la vie"... como eu costumo dizer à minha tia: "quando eu tinha 5 anos eu precisava e não tive, hoje com 25 não preciso e não quero"... já disse, posso me arrepender depois, mas hoje, enquanto escrevo isso, não consigo sentir remorso, só uma mágoa e um vazio enorme, pelo pai que eu poderia ter tido, e não tive (ok, eu sempre choro em filmes em que as meninas são mimadas pelo pai)... pela filha que eu poderia ter sido, e ele não quis...

6 comentários:

Naya disse...

Dannyzinha eu te entendo perfeitamente. Meus pais se separaram qdo eu tinha 6 anos por prob de bebidas (dele). Ele voltou p/ RN e nunca mais deu notícias, quero dizer, dpois de 2 anos q foi embora, escreveu dizend q tava trabalhando e tals e pediu 1 copia da cert de nasc minha e de meu irmão...dpois disso sumiu msm!!! Tenho contato c/ algumas tias de lá más ñ é a msm coisa sabe...fora q posso até me arrepender, afinal como vc disse, ñ sei como será o futuro más hj em dia ñ tenho nenhum sentimento por ele...se o encontrasse hj ele seria uma pessoa estranha que eu estaria acabando de ser apresentada...!!! Más não liga ñ Danny, ele um dia poderá se arrepender disso tb, afinal, ele é o PAI né!!! Bjo

Tah disse...

Amiga, pq vc tem medo de se arrepender? Tira isso da cabeça. Não conheço seu pai ( e tô chocada com a história!), mas ele não tem idéia da filha que está aí pertinho dele e ele não dá valor, não quer dar um pouco que seja de atenção. Você é maravilhosa, e como já disse em outras oportunidades, é um anjo do céu. Siga sua vida e entregue e dele nas mãos de Deus. Fica bem. Amo-te!

GléFerreira disse...

Nossa Dan vc ja me contou essa historia mas toda vez que ouço fico chocada...como pode uma pessoa ser tão dura e insensivel?Eu não consigo digerir o fato dele ser assim é inexplicavel...vc é tão doce especial,adorada! Essa sua historia me lembra eu e minha mãe =( vc "não tem" pai e eu "não tenho" mãe... estamos bem né rs mas tenho certeza que a Dona Doris uma super mãe assim como seu Levi meu pai é um super pai!Eu choro quando vejo relação de mãe e filha e lembro que nunca na minha vida eu tive um carinho de mãe...mas whatever... senão morri qiando era menor não vou morrer agora com 22 anos na cara né?
Amiga saiba que eu te amo muitão e Deus sabia o que estava fazendo quando te pôs no meu caminho(virtual hahaha),se quiser eu te dou meu pai eu ja disse!
Mil beijos rosinha do meu jardim

Priscilinha disse...

Oiii minha flor!!..nossa nao sei nem o que te dizer, ja conversamos sobre isso, mas sempre dói né! Mas vc é mto amada flor, tenha crtz que Deus nao faz as coisas pro nosso mal, pelo contrario, ele escreve certo por linhas tortas!..Se ele tirou por um lado, seu pai, ele acrescentou mto mais na sua vida...acredite! Seu futuro será maravilhoso, pois vc é um Anjo amiga, vc merece tudo de melhor nessa vida...relaçao entre pais e filhos é complicada mesmo, ainda mais qndo nao se há relaçao, mas vc tem um tio que te ama, sua mae, seu irmao, sua avó olhando por vc la de cima...sua tia...enfim alem de seus familiares, vc tem a nós, amigas, mesmo que virtuais, mesmo que de outros estados, estamos aki, pra te acolher...pode contar comigo amiga!..te amo linda!!! bjos

Rê disse...

Miguxa, estou sem palavras para comentar...Sinceramente eu não sabia dessa sua relação com o seu pai, mais vc pode ter certeza que exitem pessoas muito legais que a amam e sempre irá amar....
Não se preocupe por arrependimentos pq na verdade não é vc que está perdendo e sim ele uma filha maravilhosa como vc é....Qualquer coisa pode contar comigo para qualquer coisa, te adoro amiga...bjos

Ane disse...

Danny queridaaaaa..
só sei que pelo pouquissimo que te conheço posso dizer que é seu pai quem está perdendo.... perdendo de desfrutar de um bom relacionamento com uma filha maravilhosa!! E acredito que um dia ele irá se arrepender disso.. Mas..não deixa isso te machucar mais não! Entrega nas mãos de Deus... e lembra que Deus tb é PAI! E esse com certeza vai ser um pai muito bom pra vc! =D
Que vc possa se sentir muito amada por todos que te cercam!
;)

e sinta-se abraçada!